Get Adobe Flash player

Reunião de Jovens

Reunião de Jovens

ESTUDO BÍBLICO PARA JOVENS E OBREIROS

ESTUDO BÍBLICO PARA JOVENS E OBREIROS – 26-abr-14

TEMA: SINAIS DOS TEMPOS DO FIM

ASSUNTO: A PALAVRA MARANATA

TEXTO FUNDAMENTAL: I CORÍNTIOS 16:22

 

A EXPRESSÃO MARANATA USADA POR PAULO EM I CORINTIOS 16:22, ESTÁ LIGADA AO AMOR À VINDA DO SENHOR JESUS

 

IDENTIFICAR E COMENTAR A RELAÇÃO PROFÉTICA DO TEXTO ACIMA COM:

– II TIMÓTEO 4:8 e

– APOCALIPSE 22:20

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

 

LEITURA DO TEXTO FUNDAMENTAL:

– I Coríntios 16:22 – (JFA-ERC-1995)

“Se alguém não ama o Senhor Jesus Cristo, seja anátema; maranata!”

 

 

SIGNIFICADO DAS PALAVRAS:

– MARANATA: palavra proveniente do Aramaico (Maran Atha) que significa: o Senhor vem. O sentido é de um anúncio ou aviso de que o rei está chegando, ou está vindo.

No grego, a mesma palavra tem o sentido de uma súplica, um clamor, um pedido, uma oração. “Vem Senhor”.

 

– ANÁTEMA: A palavra Anátema proveniente do grego significa: maldito.

=============================================

 

OBSERVAÇÃO: os jovens e obreiros podem ser divididos em DOIS diferentes grupos para que cada um comente sobre um item da atividade.

Os textos em itálico são transcrições literais dos estudos recebidos dos grupos de jovens e obreiros.

==================================================

INTRODUÇÃO

A EXPRESSÃO MARANATA USADA POR PAULO EM I CORINTIOS 16:22, ESTÁ LIGADA AO AMOR À VINDA DO SENHOR JESUS

A expressão usada por Paulo em I Cor. 16:22 coloca duas palavras gregas que possuem sentido totalmente contrário uma da outra, sendo uma delas a palavra ANÁTEMA e a outra a palavra MARANATA.

A Palavra anátema é usada por Paulo para expressar claramente um estado de condenação que recai sobre aquele que não ama, não espera e até despreza a vinda do Senhor Jesus. “Se alguém não ama o Senhor Jesus…”.

O anátema é um juízo para quem não ama o Senhor Jesus, uma condenação para aquele que não está preparado para a vinda do Senhor e não vive o evangelho da vida eterna.

Agora, a palavra Maranata usada por Paulo, dá um sentido totalmente oposto na frase. Com esta palavra Paulo expressa uma bênção que recai sobre aquele que ama a vinda do Senhor Jesus, pois Maranata significa: o Senhor vem. Paulo, assim, confirma que o amor ao Senhor Jesus está ligado, portanto, ao amor pela Sua vinda para buscar a Sua igreja.

=============================================================

IDENTIFICAR E COMENTAR A RELAÇÃO PROFÉTICA DO TEXTO DE I CORÍNTIOS 16:22 COM:

– II TIMÓTEO 4:8

 “Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.”

 

COMENTÁRIO DA RELAÇÃO PROFÉTICA

Ao aproximar o tempo da sua partida (II Tim. 4:6b), Paulo já toma posse, pela fé, da coroa da justiça que ele afirma lhe estar guardada pelo Senhor, o justo Juiz. Ele deixa claro que essa coroa, ou seja, esse galardão é a recompensa que receberá do Senhor “naquele dia” pelo seu amor à vinda do Senhor Jesus, traduzido na sua experiência de salvação pela graça do Senhor Jesus.

Na expressão “desde agora”, Paulo expressa seu amor pela vinda do Senhor na sua prontidão em servir ao Senhor e aguardar esse acontecimento.

Paulo afirma que essa coroa está assegurada também para todos os que amam a vinda do Senhor.

Paulo não somente pregava, mas vivia o verdadeiro sentido da palavra Maranata, “combatendo o bom combate, acabando a carreira e guardando a fé” (II Tim. 4:7).

 

UMA TAREFA EM AULA:

Como a igreja ama a vinda do Senhor Jesus da forma que Paulo amou?

  1. Pregando e vivendo o evangelho que não é segundo homens, mas pela revelação do Senhor Jesus; (Gal. 1:11-12);
  2. Vivendo a experiência de morte e ressurreição pelo poder do sangue de Jesus, que Paulo vivia dizendo: “Já estou crucificado com Cristo…” (Gal. 2:20);
  3. Transmitindo, na íntegra, a doutrina e o conselho do Senhor para a igreja (I Cor. 11:23);
  4. Obedecendo à revelação do Senhor para a realização da Obra de Deus. (Atos 16:10).

======================================================

 

IDENTIFICAR E COMENTAR A RELAÇÃO PROFÉTICA DO TEXTO DE I CORÍNTIOS 16:22 COM:

– APOCALIPSE 22:20

 “Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente, cedo venho. Amém! Ora, vem, Senhor Jesus!”

 

COMENTÁRIO DA RELAÇÃO PROFÉTICA

O Senhor é aquele que testifica tudo o que acontece com a Sua igreja ao longo da existência dela na terra. Ele conhece todas as lutas e dores pelas quais a igreja passa e, por isso, o Seu desejo é apressar a Sua vinda para buscar a sua igreja para levá-la para o gozo eterno.

É o Espirito Santo que testifica para a igreja os acontecimentos que estão anunciando a vinda do Senhor e, por isso, dá à igreja a certeza de que o Senhor cedo vem.

“Certamente cedo venho” é o aviso da parte do Senhor que o Espirito Santo testifica no coração a igreja dando-lhe a certeza de que o Senhor vem.  Esse aviso é dado pelo Espirito Santo a uma igreja que tem “ouvidos para ouvir o que o Espirito diz às igrejas”.

Maranata, o Senhor vem, é uma testificação do Espirito Santo para a igreja através de uma forma de vida que Ele próprio revela à igreja; O Senhor faz isso através do Batismo com o Espirito Santo, dando-lhe os dons espirituais e santificando-a como a noiva preparada para o encontro com Noivo.

Por outro lado, da parte da igreja, há uma correspondência a esse aviso, ao usar a mesma palavra Maranata na forma de uma súplica, dizendo: “Amém! Ora, vem, Senhor Jesus”. A cada profecia que se cumpre, a igreja diz amém, confirmando que ela está atenta à voz do Espirito Santo, anunciando que o Senhor vem.

“Ora, vem, Senhor Jesus” a igreja expressa a Ele o seu desejo de que Ele venha logo, para tratar de sua causa dela como o justo Juiz, que virá para dar-lhe sua absolvição através da sua redenção eterna no seu arrebatamento.

A igreja que diz Maranata, ora vem Senhor Jesus, é a igreja que anda na revelação do Espirito Santo, a igreja que está atenta ao toque das trombetas; enfim, a igreja que prega e vive a eternidade.

Sua mensagem não é terrena, mas celestial, não é material, mas espiritual, não é racional, mas revelada pelo Espirito Santo. Ela canta, prega e vive o Maranata, anunciando seu amor pela vinda do Senhor Jesus e demonstra esse amor em forma de vida. No meio dela há salvação, batismo com o Espirito Santo, dons espirituais, palavra revelada e culto profético. Ele usa os meios de graça, exercita o sacerdócio do crente e é no poder do sangue de Jesus que ela será arrebatada desse mundo.

==================================================

OBSERVAÇÃO:

Tivemos uma falha técnica na divulgação da Atividade para a EBJO em nosso site, ao publicarmos o texto comparativo de Apocalipse 22:20 e pusemos Apocalipse 2:20.

Mesmo assim, alguns irmãos enviaram contribuições que foram valiosas e de muito proveito para o ensino, com esta que a seguir divulgamos:

“O texto de Apocalipse 2:20 fala sobre Jezabel, mulher que se dizia profetiza, porém quis matar a Obra (Nabote) e quis também matar a profecia (Elias).

Jezabel é símbolo da igreja infiel que não fala da volta de Jesus. Existe um povo que não ama a volta de Jesus e que o discurso é extremamente material, nada espiritual”.

ESTUDO BÍBLICO PARA JOVENS E OBREIROS – 12-abr-14

ASSUNTO: LAODICÉIA, A IGREJA MORNA.

TEXTO FUNDAMENTAL: APOCALIPSE 3:14-22

 

ENCONTRAMOS NA CARTA DE LAODICÉIA ALGUNS CONSELHOS DO SENHOR RELACIONADOS A NECESSIDADES ESPECÍFICAS DA IGREJA.

 

IDENTIFICAR E COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DAQUILO QUE O SENHOR JESUS VIU NA IGREJA DE LAODICEIA E QUE O LEVOU A DAR OS CONSELHOS DESCRITOS NO VERSO 18.

 

– OURO PROVADO NO FOGO

– VESTES BRANCAS

– UNGIR OS OLHOS COM COLÍRIO

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

OBSERVAÇÃO: os jovens e obreiros podem ser divididos em três diferentes grupos para que cada um comente sobre um item da atividade. Os textos em itálico são transcrições literais dos estudos recebidos dos grupos de jovens e obreiros.

 

INTRODUÇÃO

O título glorioso do Senhor Jesus na carta à igreja de Laodicéia é “O Amém”, porque está endereçando a carta à igreja que vive os momentos do tempo do fim. Uma igreja que, nos tempos do fim iria se caracterizar pela mistura do quente com o frio tornando-se uma igreja morna no sentido espiritual.

Na igreja antecedente, Filadélfia, abre-se a porta que ninguém pode fechar, do derramamento do Espirito Santo sobre a igreja, aquecendo-a com o calor do fogo para a hora da noite em que essa igreja viveria nos últimos tempos.

Antes de ela dizer quem ela é, o Senhor conhece as obras dessa igreja que mistura o quente com o frio e se torna morna espiritualmente, correndo o risco de ser expulsa do “corpo”, através do vômito. Ela é a mesma que fecha a porta e deixa o Senhor do lado de fora batendo, pois ela expulsou o Senhor do seu interior, dizendo não tendo falta de nada, inclusive dEle, visto que ninguém lá dentro ouve mais a voz do Senhor.

 

=============================================================

IDENTIFICAR E COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DAQUILO QUE O SENHOR JESUS VIU NA IGREJA DE LAODICEIA E QUE O LEVOU A DAR OS CONSELHOS DESCRITOS NO VERSO 18:

– OURO PROVADO NO FOGO

 

 “ …Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta…”. – Apocalipse 3:17a

“aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças,…”. – Apocalipse 3:18a

 

COMENTÁRIO

Na cidade de Laodicéia se produzia muita lã e se fabricava tecido de lã escura e até unguento para os olhos. Era uma cidade rica e próspera. A expressão dela é de uma somatória de riquezas que lhe são sempre acrescidas a ponto de essa igreja chegar a uma autossuficiência que inclui até mesmo não precisar mais do Senhor. Sua riqueza é do ouro impuro, ou seja, não é provado no fogo.

 

SENTIDO PROFÉTICO:

A riqueza que consiste em valores materiais e culturais leva a igreja a sentir-se tão capaz de se sustentar sozinha, que não precisa mais de Jesus. Tem cultura bíblica e por isso não precisa de revelação. Tem mega-cultos, mega-templos, e não precisa mais do “templo do Espirito Santo”. A verdadeira riqueza da igreja quem dá é o Senhor, pois o ouro provado no fogo só Jesus pode dar: é o Batismo com o Espirito Santo, aquilo que confere ao crente o poder de Deus na sua vida. Esse poder não é misturado, mas é puro como o ouro provado no fogo. Não é no fogo da carne, da cultura, da animação, mas do Espirito Santo. Comprar do Senhor é porque só o Senhor Jesus é quem batiza com o Espirito Santo e o poder resultante disso é somente dele, não está misturado com o poder do homem ou da sua cultura, sua capacidade ou seu carisma.

================================================================

 

IDENTIFICAR E COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DAQUILO QUE O SENHOR JESUS VIU NA IGREJA DE LAODICEIA E QUE O LEVOU A DAR OS CONSELHOS DESCRITOS NO VERSO 18:

– VESTES BRANCAS

 

 “ … és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu,…”. – Apocalipse 3:17b

“aconselho-te que de mim compres… vestes brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez;…”. – Apocalipse 3:18b

 

COMENTÁRIO

Jesus viu uma igreja que não tem mais a graça dos apóstolos, que vive de mendicância espiritual, vive da pobreza da letra, da cegueira da falta de profecia e da nudez da ausência de testemunho de salvação que é a santificação. A cidade de Laodicéia, na época da visão de João, produzia tecidos de lã preta que eram vendidos e comercializados internamente e também em várias cidades próximas.

 

SENTIDO PROFÉTICO: – O conselho que o Senhor dá a uma igreja assim, é que ela compre dEle, a veste que somente ele dá, pois é o Seu sangue que purifica as nossas vestes. Comprar de Jesus a veste branca não é pagar o preço, mas é a troca de valores que o crente faz, quando ele descobre em Jesus o valor de uma salvação para vida eterna. Comprar de Jesus as vestes brancas é sair do estado vergonhoso da nudez espiritual de uma igreja que se veste somente de aparência. A vestimenta dessa igreja é de completa nudez espiritual, suas vestes estão escurecidas ou manchadas pela sua falta de testemunho de uma salvação com transformação de vida.

 

================================================================

IDENTIFICAR E COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DAQUILO QUE O SENHOR JESUS VIU NA IGREJA DE LAODICEIA E QUE O LEVOU A DAR OS CONSELHOS DESCRITOS NO VERSO 18:

– UNGIR OS OLHOS COM COLÍRIO

 

 “Como dizes:,… e não sabes que és…cego…”. – Apocalipse 3:17c

“aconselho-te que… unjas os olhos com colírio, para que vejas”. – Apocalipse 3:18c

 

COMENTÁRIO

A cidade de Laodicéia era famosa pela fabricação de um colírio medicinal muito eficiente e conhecido naquela época. Jesus usa de forma muito sábia essa ilustração mostrando à igreja daquela cidade e da época atual que ela precisa sair do seu estado de cegueira espiritual, porém o colírio que ele indica é vindo dos céus, e somente o Seu Espírito pode nos conceder para que tenhamos a nossa visão restaurada e voltemos o nosso foco para o alto.

Jesus viu uma igreja que diz ser uma coisa e é outra. No seu ponto de vista ela diz ser o que é, mas no ponto de vista do Senhor o que ela diz, ela fala sem o conhecimento da verdade. Ela “não sabe” o que verdadeiramente é. O estado de mornidão: as águas saiam quentes das nascentes, mas quando as águas chegavam à cidade já estavam mornas.

 

SENTIDO PROFÉTICO:

Ungir os olhos com colírio é o conselho do Senhor para uma igreja que precisa ver, ou seja, enxergar nesta hora de trevas do mundo. O Batismo com o Espirito Santo é exatamente para que a igreja possa enxergar o caminho na hora de trevas. Ter discernimento da hora profética que está vivendo. Ter sua candeia acesa para entrar nas bodas do noivo. Batismo com o Espirito Santo é para discernir, enxergar e não errar o caminho.

Cego. A cegueira de uma igreja é determinada pela ação dela de misturar o frio com o quente. O quente veio do Senhor, mas a mistura com o frio foi ela quem fez. O mornismo espiritual é um estado de acomodação na vida do crente que quer conviver com a benção, mas não quer deixar aquilo que desagrada ao Senhor. O fim disso é um expurgo natural feito pelo Espirito Santo, num processo de rejeição do “corpo” – o vômito.

Não saber é: perder o discernimento, ainda que o Senhor já lhe tivesse dito no verso 15 que “conhece” as suas obras. Uma igreja cega, num lugar em que se fabricava unguento para os olhos. Não sabia discernir entre o quente e o frio, por isso a mistura dos dois estados a tornou morna.

ESTUDO BÍBLICO PARA JOVENS E OBREIROS – 22-mar-14

ASSUNTO: PREPARO PARA O ARREBATAMENTO

TEXTO FUNDAMENTAL: A CARTA DE JUDAS

 

NA CARTA DE JUDAS ENCONTRAMOS ADVERTENCIAS PARA A IGREJA PRESERVAR-SE DO MUNDO PARA O ARREBATAMENTO

 

IDENTIFICAR E COMENTAR AS ADVERTENCIAS FEITAS EM TRÊS DOS VERSOS A SEGUIR: 4, 8, 10, 17 e 18.

 

FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

LEITURA DO TEXTO: – I PEDRO 4:7 – (JFA-ERC-1995)

“E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto, sede sóbrios e vigiai em oração”.

 

OBSERVAÇÃO: os jovens e obreiros podem ser divididos em três diferentes grupos para que cada um comente sobre um item da atividade. Os textos em itálico são transcrições literais dos estudos recebidos dos grupos de jovens e obreiros.

 

INTRODUÇÃO

As advertências feitas pelo apóstolo Judas, irmão de Tiago, estão dentro do mesmo sentido das recomendações feitas por Pedro na sua primeira carta capitulo 4, versos 7 a 11.

Vamos observar o cuidado do apóstolo quanto àquilo que iria ser introduzido na vida da igreja proveniente do mundo para contaminá-la. Para isto ele usa as palavras conservar, preservar, pois dirige sua carta à igreja num tempo em que ela iria enfrentar nos seus últimos dias neste mundo a extrema corrupção do pecado num tempo de multiplicação da iniquidade.

O Senhor Jesus também manifestou a mesma preocupação com os seus discípulos ao falar-lhes sobre os sinais dos tempos, primeiramente advertindo-os quantos aos enganos da ultima hora como arma do inimigo para tentar impedir o crente de se encontrar com o Senhor.

 

=============================================================

SIGNIFICADOS

ü  IMPIO = aquele que não tem respeito às coisas de Deus, vivendo em impiedade, ou seja, blasfêmia, murmuração, etc…

ü  DISSOLUÇÃO = dissolver. É a degradação de um meio sólido em um meio líquido.

ü  VITUPERAR = cometer injuria e difamação, afrontando alguém.

================================================

 

IDENTIFICAR AS ADVERTENCIAS FEITAS NO VERSO 4:

– “A INTRODUÇÃO DE HOMENS ÍMPIOS”

“Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo”. – Judas verso 4

 

COMENTÁRIO – No verso 4, Judas adverte a igreja quanto à introdução daqueles que na sua vida ímpia iriam negar a Deus convertendo em dissolução a graça de Deus. Isso é o resultado de não aceitar o domínio de Deus em suas vidas. A ação de introduzir aqui é no sentido furtivo, sorrateiro, quase imperceptível. É como aquilo que se introduz num determinado alimento para azedá-lo e não se percebe a não ser quando se experimenta o seu sabor.

Judas alerta que a igreja está em perigo e que precisa tomar cuidado com aqueles que entram para gerar dúvidas, para mesclar coisas mundanas com as coisas santas.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA: – A igreja está muito bem advertida quanto à introdução da impiedade do mundo no meio dela. A maneira como o mundo tenta penetrar na vida da igreja para contaminar sua vida de santidade. Aqueles que convertem em dissolução da graça de Deus são os que querem conviver com o mundo e com a graça de Deus ao mesmo tempo. São os que pregam que Jesus vem, mas vivem como se Ele nunca viesse. São os que conhecem e pregam a verdade, mas vivem da mentira: falsos mestres.

Homens ímpios são os que não querem mudança de vida, mas querem mudar a graça de Deus.

Os ditames da forma de vida do ímpio influenciando a vida do servo. O caminho do ímpio e o caminho do servo estão muito bem explicados no Salmo 1º. Negar a Deus é negar a Sua Obra, o Seu Projeto que é o Senhor Jesus Cristo.

=========================================================

 

IDENTIFICAR AS ADVERTENCIAS FEITAS NO VERSO 8:

– “A CONTAMINAÇÃO DA MENTE”

“E, contudo, também estes (os que se introduziram), semelhantemente adormecidos, contaminam a sua carne, e rejeitam a dominação, e vituperam as dignidades”. – Judas vs. 8

 

COMENTÁRIO – No verso 8, Judas adverte a igreja com relação à ação de libertinagem (liberdade desenfreada) do mundo dos últimos dias. As advertências do verso 8 vêm logo após citar no verso 7, o exemplo de Sodoma e Gomorra, onde a carne foi atingida pelo pecado. Agora no verso 8, a mente é que é atingida pelo pecado. Por isso a palavra “semelhantemente”.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA: – A corrupção do mundo nos dias de Noé e nos dias de Ló são citadas pelo Senhor Jesus em Lucas 17:26-30 e lembradas por Pedro em II Pedro 2:5-8.

A igreja é advertida quanto àqueles que introduzem na vida da igreja a mentalidade de conservação da carne contaminada pelo pecado, alegando que o crente pode viver na presença de Deus, sem necessidade de transformação de vida. O adormecido é aquele que está conformado com os erros que são introduzidos e não são retirados do meio da igreja.

Estes não aceitam a dominação de qualquer tipo de autoridade, inclusive do Espirito Santo, pois afrontam todo tipo de autoridade que vem de Deus.

Rejeitar a dominação é rejeitar o governo do Espirito Santo, não aceitam a correção do Senhor.

Espiritualmente, não aceitar o governo é: não aceitar a direção do Espírito Santo, não crer nos dons espirituais, não dar crédito à palavra do Senhor, às profecias e às doutrinas da palavra.

 

=========================================================

 

IDENTIFICAR AS ADVERTENCIAS FEITAS NO VERSO 10:

– “ANIMAIS IRRACIONAIS”

“Estes (os que se introduziram), porém, dizem mal do que não sabem; e, naquilo que naturalmente conhecem, como animais irracionais se corrompem”. – Judas verso 10

 

COMENTÁRIO – No verso 10, Judas fala sobre a AÇÃO DOS LIBERTINOS, aqueles que agem segundo o instinto animal dos seus corações. A libertinagem é produzida pela extrema corrupção dos últimos dias.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA: – A igreja é advertida aqui contra a introdução de uma mente que não tem o conhecimento de Deus, mas vive apenas do conhecimento da natureza animal do homem e por isso se corrompe de forma animal. É o lado animalesco do homem que não valoriza o conhecimento (ou revelação) de Deus, por isso se corrompe, porque onde não há o conhecimento de Deus, a profecia, então a corrupção toma lugar. (Prov. 29:18).

Dizem mal do que não sabem: Na ausência do governo do Espírito o que prevalece são as maledicências, as mentiras, as blasfêmias, o falar mal da Obra do Senhor, o pecar contra o Espírito, pois não pensam antes de falar, são impulsivos e agem pela razão.

 

=========================================================

IDENTIFICAR AS ADVERTENCIAS FEITAS NO VERSO 17 e 18:

– “ADVERTENCIAS DOS APÓSTOLOS”

“17 – Mas vós, amados, lembrai-vos das palavras que vos foram preditas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo; 18 – Os quais vos diziam que nos últimos tempos haveria escarnecedores que andariam segundo as suas ímpias concupiscências”. – Judas verso 17 e 18

 

COMENTÁRIO – Nos versos 17 e 18, Judas faz referencia aqui às muitas citações feitas pelos outros apóstolos como Paulo, por exemplo, falando a II Timóteo, no capitulo 3:1-5, sobre a extrema corrupção do homem dos últimos dias. Isso inclui também Romanos 1:18-32 e I João 3:15-17 – (É recomendável fazer a leitura dos textos na classe pelos jovens e obreiros).

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA: – A igreja está muito bem advertida não só pelo Apóstolo Judas, mas por todos os demais e inclusive pelo Senhor Jesus quanto à extrema corrupção do mundo nos últimos dias que tentaria se introduzir na vida da igreja. Mateus 24:12.

 

=====================================================

RECOMENDAÇÃO FINAL: – No término da reunião deve-se orar pelos jovens e obreiros com imposição de mãos, pois o Senhor mostrou que quer lhes falar pelos dons espirituais, confirmando a bênção do ensino.

Palavra ao professor de jovens 15/03/2014

ESTUDO BÍBLICO PARA JOVENS E OBREIROS – 15-mar-14

ASSUNTO: SINAIS DOS TEMPOS DO FIM

TEXTO FUNDAMENTAL: I PEDRO 4:7-11

 

EM I PEDRO 4:7 A 11 ENCONTRAMOS RECOMENDAÇÕES RELACIONADAS AO PREPARO DA IGREJA PARA O ARREBATAMENTO.

 

IDENTIFICAR E COMENTAR AS SEGUINTES RECOMENDAÇÕES:

–          “ADMINISTRE AOS OUTROS O DOM COMO O RECEBEU”

–          “FALE SEGUNDO AS PALAVRAS DE DEUS”

–          “ADMINISTRE SEGUNDO O PODER QUE DEUS DÁ”

 

FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

LEITURA DO TEXTO: – I PEDRO 4:7 – (JFA-ERC-1995)

“E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto, sede sóbrios e vigiai em oração”.

 

OBSERVAÇÃO: os pastores e professores das classes de jovens poderão usar uma dinâmica de grupo usando entre três diferentes grupos para que cada um comente sobre um item da tarefa. Os textos em itálico são transcrições literais dos estudos recebidos dos grupos de jovens e obreiros.

 

INTRODUÇÃO

Pedro estava entre os apóstolos que dirigiram a pergunta ao Senhor Jesus, segundo Mateus 24, Marcos 13 e Lucas 21, com relação aos sinais da vinda do Senhor Jesus e do fim do mundo.

Agora, a grande preocupação do apóstolo Pedro ao falar sobre o momento em que a igreja se aproximaria do fim de todas as coisas era quanto ao preparo dela para estar em constante vigilância e oração. Todavia essa posição seria confirmada por uma forma de vida vivida pela igreja para manifestar sua posição de vigilância e preparo para o encontro com o Senhor na Sua vinda.

Somente aqueles que estão apercebidos de que “está próximo o fim de todas as coisas” são capazes entregar ao mundo a grande mensagem sobre “A vinda do Senhor Jesus”. Tão importante como dizer que “O Senhor Jesus Vem!” é viver e expressar como forma de vida a mensagem da última hora.

 

IDENTIFICAR AS RECOMENDAÇÕES RELACIONADAS AO PREPARO DA IGREJA PARA O ARREBATAMENTO EM I PEDRO 4:7-11:

– “ADMINISTRE AOS OUTROS O DOM COMO O RECEBEU”

 

“Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus”. – I Pedro 4:10

 

COMENTÁRIO – No verso 10, ao usar a expressão “cada um administre”, Pedro está falando daquilo que o membro da igreja faz individualmente. Já “administrar aos outros”, Pedro se refere ao “corpo”, a igreja, como o alvo do trabalho do membro. Administrar o dom como recebeu do Senhor é a responsabilidade do membro ao transmitir para o corpo aquilo que recebeu do Senhor sem acrescentar nada de si mesmo, nem modificar nada. A palavra “dom” usada por Pedro é “kárisma”, ou seja, dom espiritual. O dom espiritual é segundo a multiforme graça de Deus. Por que multiforme? Porque o dom espiritual vem de Deus e se manifesta de várias maneiras para um fim proveitoso.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA: – Administrar ou ministrar é servir, é atender, é ser um serviçal, um atendente. O despenseiro é o mesmo que mordomo, ou seja, aquele que tem a responsabilidade de administrar os negócios do seu senhor. Algo que envolve responsabilidade e dedicação, mas que exige prestação de contas.

Todo o serviço prestado pelo membro da igreja deve ter em vista que o alvo desse serviço é a igreja, ou seja, os demais irmãos. O serviço é prestado à igreja.

A expressão “cada um administre”, é a responsabilidade do membro em participar com o trabalho da igreja.

Quando o Senhor dá um dom espiritual ao servo na igreja ele deve entregar o dom para a edificação do corpo de Cristo, sem acrescentar nada de si mesmo, mas ser fiel àquilo que o Senhor está revelando. A revelação para o corpo vem do Senhor e não pode sofrer modificação por parte do membro que a entrega. Exemplo disso é a mensagem do culto produzida na reunião do culto profético, no louvor, na palavra, nos dons, e na assistência após o culto.

========================================================

IDENTIFICAR AS RECOMENDAÇÕES RELACIONADAS AO PREPARO DA IGREJA PARA O ARREBATAMENTO EM I PEDRO 4:7-11:

– “FALE SEGUNDO AS PALAVRAS DE DEUS”

 

“Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; …”. – I Pedro 4:11a

 

COMENTÁRIO – Na primeira parte do verso 11, falar se refere àquilo que se fala na igreja e o que se fala na igreja, Pedro recomenda que deva ser falado segundo (conforme, de acordo com) as palavras de Deus. Alguém, ou seja, o homem, pode até falar, mas que fale daquilo que provenha de Deus. (Ver I Pedro 1:21). Pedro teve essa experiência na casa de Cornélio.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA: – Toda mensagem que edifica a igreja nesta hora de preparo dela para o arrebatamento deve ser proveniente de Deus. A palavra e a doutrina precisam ser reveladas pelo Espirito Santo. Os louvores e as mensagens devem ser revelados, bem como o culto que agrada a Deus deve ser também revelado. Tudo segundo as palavras de Deus.

========================================================

IDENTIFICAR AS RECOMENDAÇÕES RELACIONADAS AO PREPARO DA IGREJA PARA O ARREBATAMENTO EM I PEDRO 4:7-11:

– “ADMINISTRE SEGUNDO O PODER QUE DEUS DÁ””

 

“…se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá, …”. – I Pedro 4:11b

 

COMENTÁRIO – Na sequencia do verso 11, agora a preocupação de Pedro com aquilo que é administrado na igreja. O mesmo sentido de ministrar aquilo que é servido à igreja. Isso tem que ser segundo, conforme, de acordo com o poder que Deus dá.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA: – O poder da oração é Deus quem dá, bem como o poder da Palavra que convence o pecador também é Deus quem dá. É preciso que quem ministre, possa ministrar cheio do poder de Deus. O pregador que ministra a mensagem pelo poder de Deus verá o resultado das vidas convertidas. A professora de crianças que ministra um ensino pelo poder de Deus verá crianças crescerem na presença de Deus sem nunca se desviarem. Uma igreja fortalecida é o resultado da ministração a ela daquilo que vem de Deus. Tudo o que é ministrado pelo poder de Deus, essa ministração atingirá os resultados que Deus quer.

Novas orientações

Assunto: NOVO FORMATO PARA PARTICIPAÇÃO NA EBJO.

 

Comunicamos aos pastores e igrejas que a partir deste próximo sábado, dia 8 de março de 2014, adotaremos o seguinte formato para a apresentação da Escola Biblica para Jovens e Obreiros – EBJO:

 

1.  Início na igreja local às 18:00hcom clamor, louvor e oração, dirigido por jovem ou obreiro definido previamente;

2. Apresentação às 18:10h, do assunto orientado conforme transmissão da segunda-feira, e breve abordagem específica, se for o caso;

3. Período de 25 minutos destinado à dinâmica de classe na igreja local para discorrer sobre o assunto, conforme estudado no decorrer da semana;

4.    O ministério local orientará o a participação de toda classe na dinâmica,  através da atuação dos professores de jovens e Diáconos da igreja;

4.    Às 18:30 será disponibilizada a transmissão de 5 minutos com conclusão do assunto, conforme as contribuições recebidas dos grupos de estudos das igrejas enviados ao longo da semana.

Obs: Os professores de jovens, além dos trabalhos de visitas que são realizadas com a classe, fará o acompanhamento e orientação dos estudos feitos pelos jovens acerca do tema divulgado nas segundas-feiras, para melhor participação na EBJO

Palavra ao professor 08/02/2014

ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS – 08-fev-2014

ASSUNTO: A REALIZAÇÃO DA OBRA SOBRE A PALAVRA

TEXTO FUNDAMENTAL: LUCAS 5:1-6

 

COM BASE NO TEXTO DE LUCAS 5:1-6,

COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DA REALIZAÇAO DA OBRA DE DEUS SOBRE PALAVRA, IDENTIFICANDO OS RESULTADOS.

 (Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

LEITURA DO TEXTO: – LUCAS 5:5 – (JFA-ERC-1995)

“E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede”.

 

INTRODUÇÃO

O CARATER DE VIDA existente na Palavra de Deus ESTÁ SEMPRE LIGADO À PRATICA dela. A Obra de Deus é sempre realizada sobre Palavra do Senhor colocada em prática pelos seus servos quanto atendem e obedecem a Sua palavra.

Este texto sobre a pesca milagrosa fala de uma experiência dos discípulos do Senhor com Ele, AINDA ANTES de sua morte e ressurreição. Ele nos dá uma prova de que os grandes milagres de Deus ocorrem quando a palavra do Senhor é atendida e colocada em prática pelos seus servos.

Durante o ministério do Senhor Jesus, antes de sua morte e ressurreição, a Palavra mostra os primeiros resultados da forma como deve ser feita a Obra de Evangelização. Isso acontece quando essa Obra é feita sobre a Palavra do Senhor Jesus, ou baseada na Revelação do Senhor Jesus.

O sentido bíblico de PESCARIA está ligado ao trabalho da EVANGELIZAÇÃO, que inclui fazer discípulos.

 

I – SENTIDO PROFÉTICO DA REALIZAÇAO DA OBRA DE DEUS PELA PALAVRA:

– COMO É A REALIZAÇAO DA OBRA DO HOMEM: (Lc. 5:2) – “estavam lavando as redes”.

Os discípulos tinham voltado de uma noite de pesca e nada haviam apanhado e agora lavavam as redes que tinham sido usadas em um trabalho sem resultados. Isso era, por certo, o amanhecer do dia, conforme se vê no verso 5.

 

– A REVELAÇÃO DO SENHOR PARA A REALIZAÇÃO DA SUA OBRA:

   (Lc. 5:3) – “Jesus…ensinava do barco a multidão”.

   (Lc. 5:4a) – “Jesus…disse a Simão:”.

Neste episódio o Senhor, falando à multidão de dentro do barco, dá aos seus discípulos uma demonstração do que é uma pesca de almas (evangelização), onde as almas sedentas ouviam a Sua voz.

Depois de realizar o verdadeiro trabalho de pescar almas para o reino de Deus, o Senhor Jesus agora dirige a palavra a Simão Pedro para instruir-lhe sobre como esse trabalho deve ser feito através da figura de uma pescaria em alto mar.

 

– A DIREÇÃO DADA PELO SENHOR PARA A REALIZAÇÃO DA SUA OBRA:

   (Lc. 5:4b) – “Faze-te ao mar alto,…”.

 

 

FAZE-TE:

Fazer-se ao mar alto naquela hora do dia era a disposição que o Senhor queria ver em Pedro, para lançar a sua rede junto com os demais discípulos para pescar. Isso fala da disposição que o Senhor quer ver no servo na sua participação no trabalho de evangelização feito pelos demais membros da igreja. Fazer isso integrado aos demais, ou seja, evangelização no “corpo”.

O MAR ALTO:

Lançar as redes tinha que ser no lugar onde o cardume era mais abundante, pois o mar alto era o ponto de maior profundidade do mar. O alvo da evangelização é o lugar no mundo onde o homem não convertido está mergulhado no mais profundo abismo do pecado, precisando ser alcançado pela salvação em Jesus.

 

– RECURSO USADO PARA A REALIZAÇÃO DA OBRA E COMO USAR:

   (Lc. 5:4c) – “…e lançai as vossas redes para pescar”.

AS REDES: quantas são essas redes e quais são elas?

Lançar as redes para pescar é fazer uso dos recursos que o Senhor tem posto nas mãos da igreja para executar a Obra do Senhor, o trabalho da Evangelização.

 

Vejamos algumas redes que o Senhor deu à igreja:

– O culto profético: onde os dons espirituais consultados e discernidos são usados para definir a questão de salvação das pessoas que vieram ao culto;

– O atendimento após o culto com o uso dos dons espirituais, ou seja, a evangelização corpo-a-corpo dentro da igreja;

– A evangelização nas ruas e praças e outros locais estratégicos das proximidades da igreja;

– As orientações de evangelização a cada mês durante o ano inteiro, por orientação do Senhor. Isso é feito com base na tomada de Jericó, (Josué cap. 6) quando o povo rodeou os muros sete vezes e na última vez todo o povo gritou e o muro caiu.

– Os Pontos de Pregação – PP;

 

É claro que tudo isso é feito dentro de orientações (revelações) do Senhor.

 

– A OBRA REALIZADA DE NOITE – NOITE (AUSÊNCIA DA REVELAÇÃO)

   (Lc. 5:5a) – “…havendo trabalhado toda a noite”,

Trabalhar à noite, fala da realização de uma obra, sem a luz ou sem a revelação de Jesus. 

É o uso da ordem para pescar, mas sendo feita na escuridão total da noite, ou seja, na ausência total da revelação.

 

Trabalho feito na escuridão da letra:

– Precisa de recursos humanos da razão, recursos culturais, argumentos para convencer, etc;

– Visa agradar ou satisfazer a uma clientela;

– Tem em vista recompensa humana: aplausos, fama, compensação material, etc.

 

– RESULTADO DA OBRA REALIZADA DE NOITE: NENHUM PEIXA APANHADO.

   (Lc. 5:5b) – “…nada apanhamos”;

O trabalho feito na ausência da revelação não alcança resultados, pois não visa salvação de vidas. Esse trabalho não está interessado vidas salvas para a eternidade. Visa interesses nas pessoas e naquilo que elas possuem em termos materiais.

 

– A PALAVRA DE JESUS: O FUNDAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DA OBRA.

   (Lc. 5:5c) – “mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede”.

A disposição do servo em realizar a Obra baseado na Palavra de Jesus.

A expressão “sobre”, fala daquilo que é feito sobre uma base, um alicerce, um fundamento, que é a Palavra de Jesus.

 

“mas sobre a tua palavra…”, (sobre a tua revelação, sobre o que tu dizes), “lançarei as redes”. “Em obediência à tua palavra, à tua revelação, farei a Obra”.

Esta obediência é que nos leva a realizar a Obra do Senhor. 

A PRONTIDÃO EM ATENDER REVELAÇÃO SEMPRE FOI UMA CARACTERÍSTICA DO SERVO NA OBRA DE DEUS.

 

– EXEMPLO DA OBRA REALIZADA PELA VONTADE DO SENHOR:

– a mensagem entregue é sobre Jesus

– o louvor cantado fala sobre Jesus

– a doutrina ensinada é sobre a salvação em Jesus

– o culto é feito em nome de Jesus

– os dons espirituais apontam para a salvação no Senhor Jesus

– o mérito das operações nos cultos é atribuído ao Senhor Jesus

– a glória, a honra, o louvor e a adoração são dirigidos ao Senhor Jesus.

 

– RESULTADO DA OBRA REALIZADA SOBRE A PALAVRA: A FARTURA DE PEIXES.

   (Lc. 5:6) – “…colheram uma grande quantidade de peixe e rompia-se-lhes a rede”;

O crescimento do reino de Deus quando a Obra é realizada sobre a Palavra de Jesus, esse crescimento é em grande quantidade somente de peixes. Não é uma mistura de peixes com outros elementos que vêm na rede, mas somente peixes.

“…e rompia-se-lhes a rede”, era o resultado da grande quantidade de peixes. Não se tratava de redes frágeis, mas do transbordar dos peixes na rede. Isso fala do número tão abundante dos salvos que é acrescido à igreja, cujos nomes são contados no rol de membros do reino de Deus; seus nomes estão escritos no Livro da Vida.

 

================================================

CONCLUSÃO: realizar a Obra do Senhor traz como grande resultado para a vida do servo a colheita das vidas salvas para o reino de Deus alcançando assim a promessa do Senhor em Daniel 12:3 – “(…) os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas, sempre e eternamente”.

 

INFORMAÇÕES FINAIS:

  1. De posse deste Estudo recomendamos que os jovens e obreiros estejam amanhã na EBD para ajudar os irmãos na compreensão do estudo da EBD, pois é um estudo qe complementa o assunto de hoje.

Estudo para jovens e obreiros 25/01/2014

ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS – 25-jan-2014

ASSUNTO: A PALAVRA COMO FORMA DE VIDA

TEXTO FUNDAMENTAL: SALMO 119:11

 

COM BASE NO SALMO 119:11, COMENTAR O SENTIDO PROFÉTICO DAS EXPRESSÕES:

–   ESCONDER NO CORAÇÃO

–   A TUA PALAVRA

– NÃO PECAR CONTRA DEUS COMO RESULTADO DA PALAVRA NO CORAÇÃO

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

LEITURA DO TEXTO: – Salmos 119:11 – (JFA-ERC-1995)

“Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.”.

 

INTRODUÇÃO

A Palavra de Deus é viva para o servo do Senhor quando ela representa para ele uma forma de vida. Daí ele passa a usar a palavra como verdadeira fonte de impulso para a sua caminhada. E quando isso acontece é que o servo descobre a verdadeira vida existente na Palavra de Deus. Descobre que ela é viva e que o ajuda na sua caminhada.

A época mais provável dos escritos do Salmo 119 é depois do cativeiro (exilio) na Babilônia. Isso parece ter sentido porque ele expressa uma mensagem de grande valorização e fidelidade à Palavra de Deus e também ao arrependimento, pelo fato do povo ter se desviado dela antes do exilio.

O conceito de pecado contra Deus era transgredir a lei (ou a palavra) de Deus e foi por esse motivo que lhes sobreveio o cativeiro da Babilônia.

No Velho Testamento eles tinham a palavra nos rolos e livros que até liam, mas não a tinham no coração. Por isso não tinham o conhecimento do verdadeiro testemunho da Palavra, que é Jesus. (“Examinais as escrituras….e são elas que de mim testificam”).

 

========================================================

 

A DINÂMICA: separar 6 a 8 jovens para participarem respondendo a algumas questões ou fazendo algumas colocações e dois obreiros para contarem as duas experiências e mais um para a sugestão de mensagem. Total 11.

 

Obs.: os textos em itálico são transcrições dos estudos recebidos dos grupos de jovens e obreiros.

 

I – SENTIDO PROFÉTICO DA EXPRESSÃO:

 

–   ESCONDER NO CORAÇÃO

 

“ESCONDI… no coração…”:

Esta parte do VERSÍCULO 11 está sendo testemunhada por alguém que:

– tomou uma decisão consciente: decidi isso sem nenhuma influência alheia.

– tomou uma decisão espontânea: decidi de vontade própria e não por mandado de alguém. Ou forçado por alguém. Manifestei a minha própria vontade.

– tomou uma decisão pessoal: não foi influenciado por uma decisão coletiva. Ninguém roubará de mim.

– apropriou-se de uma relação posse: por um lado: o meu coração = por outro lado: a tua palavra.

 

A PALAVRA ESCONDIDA:

– na mente (memória): ler a Bíblia capa a capa é sempre uma bênção, porém, mais importante do que isso é guardar as suas palavras no coração. Decorar versículos para serem recitados.

– no intelecto (na cultura):

Biblia apenas como fonte de pesquisa,

Bíblia como recurso para debates bíblicos: discutir pontos de vista e interpretações de textos bíblicos;

Bíblia para pesquisa de história: descobrir nomes de lugares e cidades

Bíblia para fazer gincana: quem é capaz de recitar maior número de versículos bíblicos;

Bíblia para fazer filmes: palavra de uma atriz que lia muito a Biblia e um irmão lhe perguntou se ela era crente. Dizendo-se não ser crente afirmava que fazia filmes bíblicos representando personagens bíblicos femininos.

– no coração: a Bíblia amada e obedecida. Obediência por amor à Palavra, por amor a Jesus.

 

Esconder a Palavra no Coração: (um grupo de Estudo enviou)

– é sempre estar na obediência,

– é ser prudente nas nossas escolhas,

– é cumprir as revelações do Senhor,

– é andar no Caminho, em Santificação.

 

Esconder a Palavra no Coração: (um grupo de Estudo enviou)

– é viver a palavra como forma de vida;

– é colocar a Palavra como centro de nossas vidas

– é aplicar os ensinos da palavra em nossas vidas.

 

PORTANTO,

Guardar (esconder) no coração: como aquilo que amamos é muito mais maravilhoso do que Guardar (esconder) na mente (como mera recordação) ou no intelecto (como cultura bíblica).

 

Guardar (esconder) no coração: lugar que somente nós e o Senhor temos acesso. Ninguém mais. Guardar (esconder): como se faz com um tesouro escondido.

 

Esconder (ou guardar) a palavra no coração pode ter sido uma expressão do salmista inspirada na palavra do profeta Jeremias, no capitulo 31, versos 33 e 34, que se refere a uma promessa do Senhor de que através de um Novo Concerto com a Casa de Israel, a palavra seria escrita no coração do povo.

 

 

 

 

Jeremias 31:33

– “Mas este é o concerto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o SENHOR: porei a minha lei no seu interior e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo”.

Jeremias 31:34

– “E não ensinará alguém mais a seu próximo, nem alguém, a seu irmão, dizendo: Conhecei ao SENHOR; porque todos me conhecerão, desde o menor deles até ao maior, diz o SENHOR; porque perdoarei a sua maldade e nunca mais me lembrarei dos seus pecados”.

 

Há, na Palavra, uma bem-aventurança para quem lê, ouve e GUARDA (ou esconde) a Palavra: Apocalipse 1:3.

“Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo”.

 

II – SENTIDO PROFÉTICO DA EXPRESSÃO:

–   A TUA PALAVRA: A QUEM SE REFERE? Refere-se a Jesus: Jesus vivo

 

Esta parte do VERSÍCULO está sendo dirigida a Deus, pois a Palavra é de Deus e vem de Deus.

A palavra que vem de Deus é Jesus, pois Ele é o verbo que se fez carne. Então o salmista está falando profeticamente sobre Jesus, como a Palavra que veio de Deus para habitar no nosso coração.

 

DUAS CONFIRMAÇÕES DE QUE JESUS É A PALAVRA

  1. Quando veio ao mundo o Senhor Jesus confirmou isso quando disse:

“(…) Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”. – João 8:12

 

  1. A Tua palavra: a palavra viva: Jesus. O nome de Jesus na eternidade:

Apoc 19:13 – “(…)e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus”.

 

Jesus vivo falando ao meu coração, dirigindo o meu caminhar e apontando a direção da minha caminhada. Essa luz é a luz da vida, ou seja, a vida eterna.

 

O Senhor Jesus confirmou também que essa Palavra seria guardada (escondida) no coração do servo. Ele confirmou isso em João 14:23: “(…) Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada”.

 

III – SENTIDO PROFÉTICO DA EXPRESSÃO:

 

NÃO PECAR CONTRA DEUS COMO RESULTADO DA PALAVRA NO CORAÇÃO:

O QUE É: NÃO PECAR CONTRA DEUS?

– é não desviar-se da verdade

– é não tropeçar na caminhada

– é NÃO amar a Palavra

 

O único recurso para não pecar contra Deus é ter Jesus no coração. É o Espirito Santo quem revela Jesus ao nosso coração e, por isso, nos santifica de todo o pecado.

A forma de vida que consiste em estar fora do alcance do pecado é ter Jesus, a palavra viva, gerado no coração.

Quando a Palavra, que é Jesus, é escondida no coração, o amor a Jesus se torna maior do que o prazer pelo pecado.

Você ama tanto a Palavra quanto tem de Jesus no coração.

Guardar a palavra no coração é ser alvo do amor de Jesus e ao mesmo tempo estar livre da maldade do pecado.

Quando Jesus, a palavra viva, é gerado no coração do homem pelo Espirito Santo então ele tem o recurso para não pecar contra Deus.

O Conceito de Pecar contra Deus no VT era: transgredir a lei, ou a palavra de Deus. Não pecar contra o Senhor é o maior resultado da palavra escondida no coração.

 

A palavra na letra, até influencia ou emociona, mas na revelação transforma o homem.

Enfim, o homem somente está livre do pecado quando ele esconde Jesus, a palavra viva, no coração.

=================================

 

TAREFA: contar uma experiência de alguém que escondeu (guardou) um ensino da Palavra e o resultado disso.

Objetivo: identificar forma de vida das pessoas para quem Deus fala pela palavra.

 

1) Vou contar a experiência de uma jovem que perguntou a mãe se havia na Bíblia alguma proibição de usar “piercing”.

A mãe não sabendo o que era isso, disse para ela que perguntasse ao Senhor, porque Ele sabe de tudo. A jovem foi para o seu quarto, orou ao Senhor fazendo a pergunta e abriu a Palavra. O texto pelo qual o Senhor lhe falou foi: Jó 41:7 – “Encherás a sua pele de ganchos, ou a sua cabeça de arpéus de pescadores”? Ela ficou feliz com a resposta do Senhor e guardou agora aquela Palavra que mudou a sua forma de vida.

 

2) Vou contar a experiência de um obreiro que procurou o pastor para perguntar o que significava o texto de Provérbios 26:14, que ele leu mas não entendia sua aplicação. O texto diz: “O que, passando se mete em questão alheia é como aquele que toma um cão pelas orelhas”. Foi-lhe explicado que isso é para o crente não se envolver com aquilo que não diz respeito ao servo. O irmão guardou aquilo no coração.

Dias depois no seu local de trabalho ele recebeu um convite de seus colegas de trabalho para fazer parte de um grêmio esportivo da empresa, e recusou, alegando que não tinha muito jeito para aquilo. Aquele grupo acabou se envolvendo com uma questão de desentendimento e saiu até briga entre eles e alguns foram dispensados do emprego. Aí ele se lembrou de que foi bom ter guardado aquela palavra e não ter se envolvido com questões de pessoas que não são servos.

 

================================================

CONCLUSÃO: esconder a palavra do Senhor no coração e colocá-la como o centro da nossa vida, pois é do coração que procedem todas as saídas da vida. (Prov. 4:23) – “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as saídas da vida”.

 

INFORMAÇÕES FINAIS:

  1. De posse deste Estudo recomendamos que os jovens e obreiros compareçam amanhã na EBD para ajudar os irmãos na compreensão do estudo da EBD, pois é um estudo muito semelhante ao de hoje.

Palavra ao professor de jovens

IGREJA CRISTÃ MARANATA – PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE

 

ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS – 18-jan-2014

ASSUNTO: A PRÁTICA DA PALAVRA

TEXTO FUNDAMENTAL: MATEUS 7:24-27

 

COM BASE EM MATEUS 7:24-27, DENTRE OS QUE OUVEM A PALAVRA, COMENTAR A DIFERENÇAENTRE AQUELE QUE PRATICA E AQUELE NÃO PRATICA A PALAVRA.

FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA.

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

 

INTRODUÇÃO

A Palavra de Deus é viva para o servo do Senhor quando ela é praticada. E quando isso acontece é que se pode ver o resultado de vida existente na Palavra de Deus. É a prática ou o cumprimento da Palavra que determina que ela é viva.

“Aquele que ouve” é uma expressão usada pelo Senhor Jesus tanto para aquele que pratica, quanto para aquele que não cumpre a Palavra. Isso é porque o Senhor está sempre falando independentemente do homem praticar ou não. A questão de falar é com Deus, porém a questão de ouvir e praticar e ouvir e não praticar é com o homem.

O texto fala de edificação espiritual, portanto edificação é obra. Isso está relacionado com a Obra do Espirito Santo em nossas vidas.

========================================================

 

A DINÂMICA: separar dois grupos de pelo menos 4 a 5 jovens e obreiros cada um. Um grupo para os versos 24 e 25. Outro grupo para os versos 26 e 27.

 

I – DENTRE OS QUE OUVEM A PALAVRA:

(identificar agora) – QUEM SÃO OS QUE OUVEM A PALAVRA?

 

Esta parte do Sermão do Monte está sendo dirigida àqueles que ouvem a Palavra de Deus.

Quando o Senhor fala, aquilo que os nossos ouvidos ouvem é Revelação. A questão agora é praticar ou não praticar o que ouve, ou seja, a revelação.

 

1º. GRUPO: AQUELE QUE OUVE E PRATICA A PALAVRA

– PRUDENTE – se conduz prudentemente em tudo o que faz

– EDIFICAÇÃO SOBRE A ROCHA – A Rocha é Jesus, a Obra do Espírito Santo

– RESULTADO – a casa não cai

 

II – COMENTÁRIO:

1.

AQUELE QUE OUVE E PRATICA A PALAVRA

Praticar a palavra é:

– atender a revelação

– usar a revelação

– cumprir, obedecer a revelação.

 

O PRUDENTE

Jesus chama de PRUDENTE aquele que ouve e pratica as Palavras dEle.

– Jesus diz que o prudente edifica sua casa sobre a ROCHA –

 

COMO QUALIFICAR O PRUDENTE:

?

Quem é o Prudente? É aquele que é cauteloso e tem por objetivo prever e evitar o perigo. Praticar a palavra faz com que o homem evite o perigo (que é o pecado) e possa herdar a vida eterna.

?

CASA EDIFICADA SOBRE A ROCHA – fundamento sobre o qual a igreja fiel de Jesus é edificada. MATEUS 16:18 = “(…) e sobre esta pedra (ROCHA) edificarei a minha igreja, (…).”

 

– Então a Rocha é Jesus. A Rocha é o fundamento para a Obra de edificação espiritual que o Espirito Santo faz na vida do servo.

– Edificar a vida espiritual sobre a Rocha é edificar sobre a OBRA do Espírito Santo.

 

RESULTADO DA EDIFICAÇÃO SOBRE A ROCHA

– resiste àquilo que combate contra a casa e não cai, porque está edificada sobre a Rocha.

 

2º. GRUPO: AQUELE QUE OUVE E NÃO PRATICAA PALAVRA

– INSENSATO – se conduz de forma instável

– EDIFICAÇÃO SOBRE A AREIA – A areia é a razão do homem, Religião.

– RESULTADO – a casa cai e grande é a sua queda.

 

2.

AQUELE QUE OUVE E NÃO PRATICA A PALAVRA

NÃO Praticar a palavra é:

– deixar de atender a revelação. Ausência da Revelação.

– não usar a revelação. Usar a razão do homem em lugar da Revelação de Jesus.

– descumprir, desobedecer a revelação.

 

O INSENSATO

Jesus chama de INSENSATO aquele que ouve e NÃO pratica(NÃO CUMPRE) as Suas Palavras.

 

COMO QUALIFICAR O INSENSATO:

?

Insensato: aquele que é contrário ao bom senso, que perdeu a razão, ou seja que aquele que age com negligência. Negligenciar é saber o certo, mas não fazer, omitindo-se da verdade.

CASA EDIFICADA SOBRA A AREIA

– o INSENSATO edifica sua casa sobre a AREIA

 

A AREIA

– A AREIA é o resultado da rocha fragmentada. Areia é fragmento de rocha.

 

O QUE É FRAGMENTAR JESUS?

Fragmentar Jesus é emitir opiniões variadas sobre Ele. Interpretações particulares da Palavra em textos isolados.

?

Edificar sobre a areia é edificar a vida espiritual sobre uma parte da rocha e não sobre o todo, ou seja, é pegar um versículo da palavra e despreza os outros, sendo aparentemente uma construção mais fácil, mas que não resistirá àquilo que combater contra ela.

 

– Jesus é a Rocha, a revelação. O fragmento da rocha fala da opinião racional sobre Jesus.

 

– Edificar a vida espiritual sobre a areia é edificar sobre opiniões variadas sobre Jesus. Isso se chama: razão ouReligião.

Exemplo de fragmento de rocha: “eu acho, eu penso, etc”. É o grão de areia da razão, religião.

O fragmento é a parte, enquanto a rocha é o todo.

 

Aquele para quem Deus fala e ele até ouve, mas não pratica, então fica com o pedaço, o fragmento da rocha. O fragmento da letra, o grão de areia da razão. Isso se chama religião.

 

PERGUNTA:

O que é Religião?

RESPOSTA: É a execução do projeto de edificação espiritual do homem, baseada na forma racional de ver Jesus, ou seja, ver Jesus sem a revelação do Espírito Santo.

 

RESULTADO DA EDIFICAÇÃO SOBRE A AREIA

– NÃO resiste àquilo que combate contra a casa e cai, porque está edificada sobre a areia e o resultado dessa queda é grande.

 

III – APLICAÇÃO PROFÉTICA

Aquele para quem Deus fala e ele ouve e pratica a edificação de sua vida espiritual se fundamenta unicamente sobre Jesus. Esse fundamento trará para a vida espiritual resistência àquilo que combate contra ela.

 

Mas aquele para quem Deus fala e ele até ouve, mas não pratica, então fica com o pedaço, o fragmento da rocha. O fragmento da letra, o grão de areia da razão. Isso se chamareligião.

O que é Religião? É a execução do projeto de edificação espiritual do homem, baseada na forma racional de ver Jesus, ou seja, ver Jesus sem a revelação do Espírito Santo. É casa na areia.

 

PERGUNTA: O que é se conduzir prudentemente PARA O SERVO?

RESPOSTA: Consultando em tudo a vontade do Senhor. Quando o Senhor dá uma revelação sobre um servo e ele atende, sua vida é conduzida prudentemente.

 

PERGUNTA:

O que é conduzir-se insensatamente?

RESPOSTA: – A falta de uso da revelação leva o homem a se conduzir insensatamente, ou seja, sem senso, sem rumo, sem direção segura. O insensato não se submete à vontade do Senhor, faz tudo sozinho.

…………………………………………………

 

TAREFA: Fazer uma pequena dinâmica de classe.

Objetivo: identificar a diferença entre praticar e não praticar a palavra.

 

1) Pregar cultura bíblica é a Palavra na razão ou na revelação ?

– Palavra na razão.

 

2) Atender a revelação é prática do prudente ou do insensato?

– É prática do prudente.

 

2) QUEM PRATICOU A PALAVRA?

– Davi ou Saul? Caim ou Abel? As virgens prudentes ou as loucas?

 

================================================

 

TAREFA: Elaborar uma sugestão de mensagem. – UM OBREIRO  ………………

Objetivo da mensagem: mostrar como se executa a Obra na prática da Palavra.

?

Tema: REALIZAR A OBRA NA REVELAÇÃO”

Lucas 5:5 –  “E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede”.

 

A Palavra nos orienta a fazer a Obra pelo poder da Palavra do Senhor Jesus.

“Havendo trabalhado toda a noite” – Pedro havia trabalhado a noite toda na obra do homem, que é realizada na escuridão da letra, na razão.

 

“mas sobre a tua palavra”: sobre a tua revelação, sobre aquilo que dizes.

“Lançarei a rede”: o uso da revelação, o atendimento à revelação, a prática e a obediência à revelação. Assim é que a Obra do Senhor é realizada pelos seus servos.

 

CONCLUSÃO: ouvir a palavra do Senhor e colocá-la em prática é a ação do prudente que verá sua vida espiritual ser preservada contra todas as “intempéries” do mundo e permanecer firme na Rocha até ao fim. Por outro lado a falta de prudência do insensato enfraquecerá a base da sua edificação espiritual e não resistirá aos embates que se levantam contra e fé, que provocam a queda e a ruína da vida espiritual.

 

INFORMAÇÕES FINAIS:

1.

De posse deste Estudo recomendamos que o jovem e o obreiro compareçam amanhã na EBD para ajudar os irmãos na compreensão do estudo da EBD, pois é um complemento do estudo de hoje.

2.

Este estudo estará publicado ao final da reunião no site:www.satelitemaranata.com.br

============================================

 

 

Palavra ao professor 11/01/2014

ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS – 11-jan-2014

ASSUNTO: A PALAVRA VIVA

TEXTO FUNDAMENTAL: OS EVANGELHOS

 

CONFORME OS TEXTOS ABAIXO, O SENHOR JESUS CUROU TRÊS CEGOS DE FORMA DIFERENTE.

IDENTIFICAR O SENTIDO PROFÉTICO DE CADA UMA DAS CURAS.   

 

MARCOS 10:46-52 (O CEGO BARTIMEU)

MARCOS 8:22-26   (O CEGO DE BETSAIDA)

JOÃO 9:5-7             (O CEGO DE NASCENÇA)

                                                      

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

 

INTRODUÇÃO

Os Evangelhos relatam que o Senhor Jesus operou muitos sinais e entre esses sinais muitas curas e entre essas curas abriu os olhos aos cegos. Em cada uma das curas de cegos, o propósito do Senhor foi nos trazer ensinos sobre salvação. Curou os cegos cada uma de uma forma diferente, para nos dar diferentes ensinos acerca de salvação.

O que é o cego? O cego é aquele que não vê, porque a visão está ligada à luz. Para ver é necessário luz. Ver é o ato da salvação. Porque Jesus se revela e, ao refletir a revelação de Jesus é que se vê. Para a salvação é preciso ver, ou seja, refletir a luz, a revelação.

Por isso o profeta Isaías no VT disse: “O povo que andava em trevas viu uma grande luz…” – Depois, no NT, o Senhor Jesus confirma isso dizendo: “Eu sou a luz do mundo…”.

========================================================

IDENTIFICAR O SENTIDO PROFÉTICO DE CADA UM DOS TRÊS CEGOS QUE O SENHOR JESUS CUROU.

 

A CURA DO CEGO BARTIMEU:- MARCOS 10:46-52

 

A FORMA COMO JESUS OPEROU A CURA:

O cego Bartimeu estava à beira do caminho mendigando. Ele clamou dizendo: “Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim”. Jesus perguntou o que ele queria, e ao ouvir que queria ver, disse-lhe: Vai, (ou vê) a tua fé te salvou. E logo viu e passou a seguir a Jesus pelo caminho.

 

IDENTIFICAÇÃO DO SENTIDO PROFÉTICO:

O texto está falando do homem que conhece a Jesus, mas está parado à beira do caminho e por isso não vê. Está numa igreja, conhece Bíblia, porque sabe que Jesus é da descendência de Davi, mas não teve uma experiência de Jesus se revelar a ele e por isso está à beira do caminho mendigando.

 

TAREFA: Fazer uma pequena dinâmica de classe.

Objetivo: identificar a Palavra Viva.

 

1) Quem ele viu quando Jesus lhe abriu os olhos?

– Viu o caminho, pois estava à beira do caminho.

 

2) O que Bartimeu deixou para trás?

– A multidão, a vida miserável e as esmolas.

 

3) Na salvação de Bartimeu, onde estava a Revelação, ou Palavra Viva?

– “Vê, a tua fé te salvou”. Viu a luz. Viu a revelação

================================================

 

A CURA DO CEGO DE BETSAIDA: – MARCOS 8:22-26

 

A FORMA COMO JESUS OPEROU A CURA:

O cego de Betsaida, Jesus o tomou pela mão e o conduziu para fora da aldeia. Ali, cuspiu nos seus olhos, impôs as mãos e perguntou-lhe se via alguma coisa. Ele respondeu que via os homens como árvores que andavam. O Senhor tornou a impor-lhe as mãos e ele respondeu que via tudo distintamente bem e via ao longe. Jesus então o recomendou que não voltasse mais à aldeia.

 

IDENTIFICAÇÃO DO SENTIDO PROFÉTICO:

A palavra está falando do homem que passa pela experiência da salvação, mas pelo fato de ainda não ver nitidamente, é necessário para ele passar pelo processo de santificação, que é a saída do mundo (da aldeia). Após receber o batismo com o Espirito Santo, ele agora passa a ver tudo nitidamente.

 

TAREFA: É possível contar uma experiência nesse sentido?

Objetivo: o poder da Palavra Viva.

Pode ser uma experiência de algum irmão que, através da Palavra do Senhor lhe falando ao coração, alcançou uma libertação na vida espiritual e passou a enxergar que o que fazia antes não agradava ao Senhor.

================================================

 

A CURA DO CEGO DE NASCENÇA: – JOÃO 9:5-7

 

A FORMA COMO JESUS OPEROU A CURA:

O cego foi de nascença, que estava mendigando, por certo, próximo ao tanque de Siloé que ficava em Jerusalém. Jesus cuspiu no chão, fez lodo com o barro, passou nos olhos do cego e mandou que fosse se lavar no tanque de Siloé. O cego foi lavar-se e voltou vendo perfeitamente.

 

IDENTIFICAÇÃO DO SENTIDO PROFÉTICO:

Esta cura fala do homem que recebeu a bênção da salvação através daquilo que sai da boca de Deus, mas precisa tirar aquilo que é barro, ou seja: as coisas do homem. Jesus usaria o homem (tipificado no barro) para levar ao cego aquilo que sai da boca do Senhor. O que é preciso tirar é o barro. Ninguém é salvo por causa do outro que o evangelizou. Se não tirar o barro, pode dar úlcera de córnea e ficar cego de novo.

 

TAREFA: Elaborar uma sugestão de mensagem.

Objetivo: descobrir o efeito da Palavra Viva no processo da salvação.

 

TEMA DA MENSAGEM: “FOI, LAVOU-SE E VOLTOU VENDO” – João 9:7

 “E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado) Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo”.

 

Duas ações da parte do Senhor no processo de salvação do homem:

1ª. – “Vai…” significa: andar no caminho. “Este é o caminho, andai nele…” (Is. 30:21)

2ª. – “Lava-te no tanque de Siloé”: o Senhor mostra que o único argumento da nossa salvação operada por Ele é na lavagem regeneradora das águas do Espírito Santo, pois somente o Espírito Santo é capaz de limpar em nós o barro, ou seja, aquilo que é do homem.

O nome Siloé, O Enviado: figura do Espírito Santo, que foi enviado para santificar a igreja. Mergulhar nas águas purificadoras do Espírito Santo é tirar o barro que impede a visão perfeita das coisas do Senhor.

 

Três ações da parte do Homem no processo de salvação:

1ª. – “Foi, pois…” significa: disposição do homem em andar no caminho.

2ª. – “e lavou-se”: Buscou o argumento do sua salvação na Revelação do Espírito Santo, para se despojar daquilo que é barro, ou seja, o argumento do homem, da sua razão, etc.

 

A rejeição a essa parte do processo poderia fazer com que o barro nos olhos lhe causasse uma úlcera de córnea e ele voltasse a ficar cego de novo. Isso acontece quando o homem deixa de buscar no Espírito Santo a direção para a sua vida e as coisas do homem se solidificam na visão dele.

Nossa salvação VEM DE DEUS e, portanto, não tem mérito do homem, nem de grupos denominacionais ou de religião qualquer. Se esse barro não for tirado, a visão ficará distorcida.

Jesus, como o executor desse plano de salvação programado pelo Pai para a salvação do homem, indica ir ao tanque de Siloé para lavar-se porque a salvação é consumada pelo Espírito Santo que é o Santificador.

3ª. – “e voltou vendo”: quando o homem busca no Espírito Santo o argumento da sua salvação, ele não tem outro lugar para ir senão voltar aos pés de Jesus. Essa terceira parte no processo envolve uma decisão do homem por Jesus, decorrente de ter ido às águas purificadoras do Espírito Santo, pois somente o Espírito Santo nos conduz aos pés de Jesus.

 

CONCLUSÃO: A PALAVRA VIVA É A PALAVRA NA REVELAÇÃO DO ESPIRITO SANTO, POIS É ELE QUEM DÁ VIDA À PALAVRA.

ESTUDOS BÍBLICOS PARA JOVENS E OBREIROS – 16-nov-2013

ASSUNTO: DOUTRINA DOS DONS ESPIRITUAIS NO NOVO TESTAMENTO

TEXTO FUNDAMENTAL: I CORINTIOS 12:8-10

 

DENTRE OS DONS CITADOS EM I CORÍNTIOS 12:8-10, ESTÃO OS DONS DE CURAR E A OPERAÇÃO DE MARAVILHAS.

 

IDENTIFICAR E COMENTAR TEXTOS NOS EVANGELHOS QUE MOSTRAM ESSES DOIS DONS NO MINITÉRIO DO SENHOR JESUS.

COMENTAR QUAL O SENTIDO PROFÉTICO DE CADA UM DELES.

 

(Os textos usados neste estudo foram extraídos da Tradução de João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida, versão 1995)

==================================================================

 

INTRODUÇÃO

 

A existência dos dons espirituais na igreja é o resultado do cumprimento da profecia do profeta Joel, citada por Pedro em Atos 2:17. “E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne;”. Esses últimos dias começaram no pentecostes.  ERA A TERCEIRA HORA DO DIA (Atos 2:15)

No VT o Espírito Santo era dado sob medida, a um profeta ou um servo de Deus aqui e ali. Mas agora é derramado sobre toda a carne que significa: sobre toda a congregação. Por isso não é mais dado sob medida, mas derramado sem medida. 

Quando o Espírito Santo foi derramado sobre a igreja, ela começou a ver a manifestação do Espírito Santo na vida da igreja. Era uma operação direta. Era o resultado da operação do Espírito Santo na vida da igreja. O propósito dos dons é a edificação da Igreja.

 

Como se chama essa manifestação do Espírito Santo na vida da igreja? 

DONS ESPIRITUAIS. Os dons que Paulo cita são o resultado dessa operação. 

 

É no Novo Testamento que temos que esta doutrina é manifestada de forma mais abundante, porque o Espirito Santo foi derramado sem medida sobre a igreja, capacitando a igreja a ter os dons espirituais. É o apostolo Paulo quem vai afirmar para a igreja que os dons espirituais são para sers usados naquilo que for úteil ao “Corpo”, para a edificação do corpo de Cristo. (I Cor. 12:7)

=========================

 

DONS CITADOS POR PAULO EM I CORÍNTIOS 12:8-10:

SABEDORIA, CIENCIA, FÉ, DONS DE CURAR, MARAVILHAS, PROFECIA, DISCERNIMENTO DE ESPÍRITOS, LINGUAS ESTRANHAS, INTERPRETAÇÃO DE LÍNGUAS.

 

OS DONS DE CURAR E A OPERAÇÃO DE MARAVILHAS.

1 Coríntios 12:9-10 – 

“9 (…) e a outro, pelo mesmo Espírito, OS DONS DE CURAR; 

10  e a outro, A OPERAÇÃO DE MARAVILHAS; (…)”.

========================================================

 

1. IDENTIFICAÇÃO E COMENTÉRIO DE TEXTOS NOS EVANGELHOS QUE MOSTRAM ESSES DOIS DONS NO MINISTÉRIO DO SENHOR JESUS.

 

NOTA: Todas as curas e maravilhas que o Senhor Jesus operou têm um caráter profético que aponta para aquilo que o Espirito Santo realiza no meio da igreja.

 

A) DONS DE CURAR

TEXTO DE: LUCAS 8:43 – a cura da mulher do fluxo de sangue

TEXTO DE: MARCOS 3:5 – a cura do homem da mão mirrada

E, olhando para eles em redor com indignação, condoendo-se da dureza do seu coração, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e foi-lhe restituída a sua mão, sã como a outra.

 

COMENTÁRIO – O homem era frequentador de Sinagoga, mas possuía uma das mãos mirradas e, portanto, sua participação naquela sinagoga era por certo limitada. Ter sido chamado para o meio pelo Senhor Jesus era uma prova de que ele estava nas extremidades dos bancos da sinagoga, enquanto Jesus estava no centro dela. Posição de quem não estava integrado. Estender a mão para ser curado era a sua disposição de enfrentar todos os argumentos contrários àquela cura, mas ele o fez porque confiava no poder do Senhor Jesus.

 

SENTIDO PROFÉTICO:

Dom de curar integrando o obreiro ao corpo. A experiência com Jesus traz o membro arredio para o centro das atividades. A mão fala do ministério. A mão mirrada é o ministério que não recebe mais o comando da cabeça. Estender a mão é a disposição de trabalhar para a Obra do Senhor.

 

TEXTO DE: MARCOS 10:46 – a cura do cego Bartimeu

“Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto ao caminho, mendigando”.

 

COMENTÁRIO – O cego Bartimeu, à beira do caminho mendigando. Ele clamou: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim. Jesus perguntou o que ele queria, e ao ouvir que queria ver, disse-lhe: Vê. E ele viu e passou a seguir a Jesus pelo caminho. 

 

SENTIDO PROFÉTICO:

É o tipo do homem que conhece a Jesus, mas está parado no caminho e por isso não vê. Tem muita religiosidade, conhece Bíblia, mas não teve uma experiência de Jesus se revelar a ele.

===================================================

B) OPERAÇÃO DE MARAVILHAS

TEXTO DE: JOÃO 2:8-10 – As bodas de Caná da Galiléia

 

TEXTO DE: JOÃO 6:11 – A multiplicação dos pães

 

TEXTO DE: JOÃO 11:43-44 – A ressurreição de Lázaro

“E, tendo dito isso, clamou com grande voz: Lázaro, vem para fora. E o defunto saiu, tendo as mãos e os pés ligados com faixas, e o seu rosto, envolto num lenço. Disse-lhes Jesus: Desligai-o e deixai-o ir”.

 

COMENTÁRIO – Lázaro estava já morto há quatro dias. Jesus o chamou da morte para a vida. Ao sair do túmulo estava ainda com as marcas da sepultura. 

 

SENTIDO PROFÉTICO:

A maior de todas as maravilhas: o homem que passa da morte para a vida. A salvação no Senhor Jesus garante vida eterna. Chamar Lázaro da morte para a vida fala da salvação como um ato, mas desligar-lhe as faixas dos pés e das mãos, bem como retirar o lenço do seu rosco, fala de salvação como processo.


Clique e ouça a Rádio Maanaim

Calendário

novembro 2019
S T Q Q S S D
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Usuários Online

Users: 35 Guests, 9 Bots