Get Adobe Flash player

PALAVRA AO PROFESSOR DE JOVENS

PALAVRA AO PROFESSOR DE JOVENS

 

ESTUDO BÍBLICO PARA JOVENS E OBREIROS – 30-ago-2014

TEMA: DOUTRINAS BÁSICAS DA OBRA NA PRÁTICA

ASSUNTO: BATISMO NAS ÁGUAS

TEXTO FUNDAMENTAL: ATOS 16.25-33

 

NA EXPERIÊNCIA DE CONVERSÃO E BATISMO NAS ÁGUAS  DO CARCEREIRO EM ATOS 16 IDENTIFICAR O EXERCICIO DA INSTRUMENTALIDADE DE PAULO E SILAS, NAS SEGUINTES EXPRESSÕES:

 

“…ORAVAM E CANTAVAM HINOS A DEUS…” ATOS 16.25

“…SOBREVEIO UM TÃO GRANDE TERREMOTO …” ATOS 16.26

“ …TODOS AQUI ESTAMOS…” ATOS 16.28

“…CRÊ NO SENHOR JESUS CRISTO E SERÁS SALVO…” ATOS 16.31

“…E LOGO FOI BATIZADO…” ATOS 16.33

 

FAZER A APLICAÇÃO PROFÉTICA NA PRÁTICA

 

 

OBSERVAÇÕES:

  1. Sugerimos que os jovens e obreiros sejam separados em CINCO grupos ou cinco jovens e obreiros, para participarem das atividades propostas nesta lição.
  2. Os textos em itálico são transcrições literais dos estudos recebidos dos grupos de jovens e obreiros.

 

 

INTRODUÇÃO

A EXPERIÊNCIA DE CONVERSÃO E BATISMO NAS ÁGUAS DO CARCEREIRO EM ATOS 16:

O batismo nas águas faz parte do processo da salvação, pois O Senhor Jesus disse que “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”.Mar 16:16

O Batismo nas águas, como tantas outras, é também uma doutrina revelada pelo Senhor na Obra. Por ser uma ordenança do Senhor Jesus, quem aceita a Jesus deve receber o Seu batismo que, pelo símbolo da água, sela o pacto de Deus para com o homem e vice-versa.

A partir do Batismo nas águas, o crente passa a ter, entre outros, o privilegio de fazer parte da igreja, como membro do corpo de Cristo.

No texto de Atos 16.25-33, a instrumentalidade de Paulo e Silas na experiência de conversão e batismo do carcereiro é o exemplo do trabalho que leva a mensagem de salvação para os de fora, e o acompanhamento até ao momento do batismo. Esta é a instrumentalidade que o Senhor tem para os jovens e obreiros desde a conversão até ao batismo do novo convertido.

 

 

IDENTIFICAR O EXERCICIO DA INSTRUMENTALIDADE DE PAULO E SILAS, NAS SEGUINTES EXPRESSÕES:

 

– “…ORAVAM E CANTAVAM HINOS A DEUS…” – ATOS 16.25

“Perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam”.

 

EXERCICIO DA INSTRUMENTALIDADE:

O culto feito ali no cárcere de Filipos foi muito simples, mas havia nele os elementos essenciais de um culto: a oração e o louvor. Essa era a mensagem que os outros presos escutavam. A grandeza da mensagem que convenceu os prisioneiros ali a não fugirem quando as portas foram abertas, é que ela foi confirmada por uma poderosa operação de libertação do Senhor através daquele terremoto.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA NA PRÁTICA:

Na prática, a grande mensagem do culto da igreja fiel de Jesus é a simplicidade desse culto. Orações feitas e louvores cantados com simplicidade, mas isso sendo feito por uma igreja cheia do Espirito Santo.

O culto feito com simplicidade, singeleza de coração e cheio da graça do Senhor é que faz abrirem as portas dos corações daqueles que estão presos pelo pecado. Faz também quebrar as correntes do pecado pela poderosa operação do Espirito Santo.

O importante é que as pessoas que participam desse culto saiam dizendo: “senti que Deus está neste lugar” e “Deus falou ao meu coração nesse culto”.

 

 

– “… SOBREVEIO UM TÃO GRANDE TERREMOTO …” – ATOS 16.26

 “E, de repente, sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos”.

 

EXERCICIO DA INSTRUMENTALIDADE:

O tão grande terremoto que de repente sobreveio foi somente para conceder uma libertação total para todos os que participavam daquele culto de Paulo e Silas no cárcere. O que Deus operou ali foi suficiente para que todos não desejassem fugir daquele lugar que marcou a libertação deles. Foi suficiente também para que o carcereiro, ao entrar ali, pedisse aquela salvação também para si.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA NA PRÁTICA:

O desejo do Senhor é operar libertações nos cultos para que os servos que ali estão libertos possam servir de testemunho para aquele que vem de fora pedindo a mesma libertação. A operação de libertação do Senhor é sempre total e abrangente, pois é para todos, tanto os servos, quanto os visitantes. É isso que tem atraído os de fora para dentro da igreja, pois eles estão desejosos de alcançar a salvação que o Senhor opera na vida da igreja.

 

 

– “ …TODOS AQUI ESTAMOS…” – ATOS 16.28

 “Mas Paulo clamou com grande voz, dizendo: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos”.

 

EXERCICIO DA INSTRUMENTALIDADE:

O anúncio de Paulo “todos aqui estamos” era uma mensagem de testemunho de que todos ali estavam libertos. Foram libertos por uma operação poderosa de Deus naquela noite e tinham, portanto, a experiência de libertação. Esta mensagem levou o carcereiro a trocar a espada com que quis matar-se pela luz que mostrou para ele a obra de libertação que Deus havia realizado com aqueles prisioneiros. Não era a mensagem de dois líderes, mas a mensagem do “corpo”.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA NA PRÁTICA:

Na prática, a mais convencedora mensagem da igreja para levar o pecador à conversão ao Senhor Jesus, é o testemunho dela de que todos os que estão na igreja são libertos. Quem os libertou foi a operação gloriosa de convencimento do Espirito Santo para eles aceitarem ao Senhor Jesus. Quem entra na igreja e constata isso, deseja ter a mesma experiência. Os que estão lá fora, ao verem crentes libertos dentro da igreja, querem também a mesma benção, ou seja, querem ser crentes libertos. A rainha de Sabá constatou isso nos servos de Salomão.

 

 

– “…CRÊ NO SENHOR JESUS CRISTO E SERÁS SALVO…” – ATOS 16.31

 “E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”.

 

EXERCICIO DA INSTRUMENTALIDADE:

A pergunta feita pelo carcereiro no verso 30 teve como resposta só uma coisa que seria necessária para ele se salvar: que é crer no Senhor Jesus Cristo. Após a mensagem de salvação, o batismo veio, na sequencia, como resultado dessa salvação em Jesus. Paulo pregou uma salvação com a qual ele tinha experiência inclusive de ser batizado.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA NA PRÁTICA:

A grande mensagem entregue pela igreja para atender à sede da alma do homem quanto a salvação, é a mensagem genuína de que somente o Senhor Jesus salva. O obreiro deve pregar uma mensagem de salvação que tenha experiência com ela. Como posso pregar que Jesus salva se não estiver vivendo essa salvação? O batismo é uma benção destinada àquele que crê no Senhor Jesus, pois é para o crente verdadeiramente convertido.

================================================

 

– “…E LOGO FOI BATIZADO…” – ATOS 16.33

 “E, tomando-os ele consigo naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi batizado, ele e todos os seus”.

 

EXERCICIO DA INSTRUMENTALIDADE:

Naquela mesma noite o carcereiro já estava compartilhando com Paulo e Silas da comunhão com o Senhor exercendo hospitalidade para com eles. Essa comunhão foi porque recebeu deles a mensagem de salvação em Jesus. Seu batismo, bem como de todos os seus familiares, se deu num ambiente de total comunhão com os apóstolos, recebendo-os em sua casa (v.34). “E logo foi batizado”, porque, por certo, não houve qualquer impedimento para isso.

 

APLICAÇÃO PROFÉTICA NA PRÁTICA:

Na medida em que ocorre o compartilhamento da comunhão entre o novo convertido e a igreja, começa a se estabelecer uma perfeita comunhão que se completa no batismo dele nas águas. A partir da experiência com o batismo, a comunhão será mais estreita ainda, porque é mais um membro que se agrega ao corpo.

A experiência do carcereiro e sua família levou, por certo, muitos naquela cidade à conversão e batismo nas águas, pois ali se estabeleceu uma igreja. E Paulo quando lhes escreveu uma carta chama essa igreja no capitulo 4:1 de Filipenses, “minha alegria e coroa”.

 

 


Clique e ouça a Rádio Maanaim

Estado do Login

Calendário

julho 2021
S T Q Q S S D
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Usuários Online

Users: 11 Guests, 17 Bots